Ter indicadores de performance é essencial para qualquer gestão! Com eles, é possível acompanhar o desempenho do negócio e identificar melhorias constantes para garantir melhores resultados de gastos, operacionais e, principalmente estratégicos.

Já ouviu falar em KPIs – Key Performance Indicators? KPIs, ou Indicadores Chave de Desempenho, nada mais são que essas métricas usadas para aferir o desempenho de determinadas áreas ou processos.

No caso da gestão de frotas, nós selecionados as mais usadas em nosso segmento e quais são os KPIs que devem ser considerados na hora de gerir os veículos da sua empresa!

Consumo de combustível

Um dos maiores gastos com a frota está no consumo de combustível e, por isso, é importantíssimo ter um indicador que acompanhe se este gasto está dentro do padrão ou se pode ser melhorado. É importante ter uma visão por veículo, por motorista, por km rodado, entre outros.

Os mais usados:

  • custo total da frota (R$);
  • custo por km rodado (R$/km);
  • desempenho média da frota (km/l);
  • consumo por veículo e por motorista;
  • consumo por tipo de combustível;
  • veículos que mais consomem fora de média;
  • motoristas que mais consomem fora da média;
  • principais motivos de abastecimentos indevidos.

Além de acompanhar de forma detalhada e precisa, a partir dos indicadores, você consegue identificar as melhorias que irão gerar economia sem impactar na operação.

Melhore a sua gestão de abastecimento e reduza despesas com combustível!

Quantidade de multas

Outro fator que deve ser acompanhado de perto é o índice de multas, tanto por parte dos motoristas, quanto por veículo.

A quantidade e custo que a empresa tem com infrações é um importante indicadores de segurança, acima de tudo, e auxilia os gestores na identificação dos condutores mais reincidentes.

Exemplos:

  • multas por veículo;
  • multas por condutor;
  • frequência da frota e por veículo;
  • valores gastos por mês e ano com multas.

Esse controle na incidência de multas também pode mostrar o padrão de comportamento dos motoristas da sua frota, evitando outros possíveis problemas, como acidentes mais graves, por exemplo.

Manutenção de veículo

Gastos inesperados com manutenção também podem gerar um prejuízo desnecessário para sua empresa, sendo um dos fatores que merece maior atenção e deve ser acompanhado de perto.

Nesse caso, o ideal são KPIs:

  • Valor total com manutenções;
  • Quantidade de veículos que realizaram;
  • Custo por Veículo;
  • Custo por Manutenção;
  • Quantidade de Manutenções Preventivas realizadas;
  • Quantidade de Manutenções Corretivas realizadas;
  • Taxa de disponibilidade da frota;

Lembrando que, além do controle através dos KPIs, ter o hábito de realizar as manutenções preventivas ajuda na conservação dos veículos e diminuição de gastos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão destacados com *