Apesar da complexidade da gestão de frotas de caminhões, é possível adotar boas práticas e deixar os processos mais simples.  

Além disso, quanto mais organizada e bem orientada, a gestão de frotas gera resultados mais acertados, com tudo que se espera: processos mais bem otimizados, redução de custos e maior lucratividade.  

Para isso, separamos algumas ideias em boas práticas para a gestão, continue a leitura e aproveite as dicas. 

Como fazer uma gestão de frotas de caminhões eficiente 

O gerenciamento eficiente de uma frota, que permita a prestação de serviços com qualidade, dentro do prazo e com custos controlados exige a aplicação de boas práticas de gestão de frotas e muito conhecimento. 

Veja algumas: 

  1. Ter um plano de custos

O controle dos gastos deve ser devidamente planejado para que os resultados sejam os melhores possíveis. Para fazê-lo, você deve levantar alguns valores, como: 

  • custos por motorista; 
  • custos por viagem; 
  • custos com combustível; 
  • custos com pneus; 
  • custos com multas; 
  • custos com troca de componentes/peças. 

Vale ressaltar que se a frota possui diversos tipos de caminhões — por mais que alguns sejam da mesma marca e modelo —, cada unidade possui peculiaridades e características de uso únicas.  

Por isso é preciso estar atento às atividades desempenhadas por todos os veículos, registrando todos os imprevistos que acontecem. 

Ter o histórico do veículo é fundamental, por isso a dica é criar um guia com a marca, modelo, ano de fabricação e as despesas de cada um deles. Assim facilita realizar ações preventivas, aperfeiçoar o trabalho dos motoristas e conter gastos extras. 

  1. Ter uma política de frotas

A política de frotas é o documento que norteia todas as ações e atividades relacionadas às frotas de forma padronizada. Ou seja, o que é definido para um veículo e condutor é válido para todos.  

Padronizar é, inclusive, uma forma de acompanhar o desempenho dos veículos e diferenciar os que estão trabalhando bem dos que estão apresentando problemas.  

  1. Ter uma gestão de sinistros

Uma das metas de um gestor de frotas é monitorar todas as situações e ser eficiente nas tomadas de decisão. Dessa forma, para uma gestão mais competente, o controle dos registros de ocorrências de sinistro é indispensável. 

Tarefas como acompanhamento de inquéritos e gerenciamento de documentos são essenciais para que você possa tomar as providências cabíveis a cada incidente e para conscientizar a equipe sobre a importância da direção defensiva, legislação de trânsito etc.  

  1. Ter um planejamento de rotas

O planejamento de rotas é fundamental para definir os melhores trajetos e assim reduzir o consumo de combustível e otimizar o tempo de viagem.  

Para isso, existem ótimos sistemas que ajudam a determinar o percurso mais apropriado, de acordo com cada cliente, ordens de recebimento e horários.  

  1. Treinar os condutores

Há muitas maneiras de melhorar a gestão de frotas de caminhões. No entanto, nada será possível se você não conciliar todas elas à capacitação e treinamento dos motoristas. 

É fundamental que eles sejam instruídos a desempenhar seu trabalho de forma correta, uma vez que deles dependem os melhores resultados financeiros da empresa.  

Esperamos que tenha gostado de nosso post de hoje. Estes outros artigos também podem te interessar: 

Gostou das dicas? Antes de ir, saiba que a Rede Frota também pode ajudá-lo em algumas situações.  

Para mais segurança financeira nas estradas, você pode contar como um cartão de abastecimentoque pode ajudar sua frota nas viagens.  

Seja caminhoneiro ou transportadora, a Rede Frota tem a opção certa para você. 

Deixe seu comentário abaixo e nos vemos no próximo post! 

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão destacados com *

Olá!