Redução dos custos de logística: o grande desafio de empresas e gestores de frotas. 

Essa não é uma tarefa fácil, no entanto, não é impossível. Com um bom planejamento, organização e as estratégias certas, o gestor saberá como conduzir um programa de redução de custos sem que o serviço perca a qualidade. 

Aliás, manter a qualidade é fundamental, já que isso está diretamente ligado à satisfação dos clientes.

Mas em que se basear e como encontrar formas de conseguir reduzir os custos logísticos? Sabendo identificar oportunidades e com as estratégias certas é fácil. Quer ver? Separamos algumas dicas. 

5 dicas para redução de custos de logística

  1. Ter um bom processo de roteirização

O maior custo logístico é o transporte. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral (FDC), o transporte representa 63,5% de todas as despesas do segmento. 

Dessa forma, nem tínhamos como não colocar essa estratégia como primeira dica. Por isso uma roteirização eficiente de cargas é fundamental. E não há nem desculpa para não fazê-lo, pois há, atualmente, softwares especializados para isso. 

Com essa prática, vários benefícios, além da redução de custos logísticos vão aparecer, como: 

  • maior número de entregas em menos tempo;
  • melhor aproveitamento da frota;
  • mais qualidade no serviço;
  • clientes mais satisfeitos;
  • economia de combustível; dentre vários outros.
  1. Fazer periodicamente a manutenção dos veículos

Não dá para esperar um caminhão estragar para fazer a sua manutenção. Caminhão parado é sinal de prejuízo, além de não garantir segurança nem para o motorista na estrada nem para a carga. 

Sendo assim, nossa dica é que a empresa tenha um programa de manutenção preventiva. Isso, aliás, deve ser norteado pela Política de Frotas.

É preciso compreender que esse é um processo que não deve ser colocado de lado, pois ajuda a identificar e antecipar problemas mecânicos e consertá-los antes que gerem custos altos.

  1. Capacitar a equipe

Não adianta, toda vez que falarmos em gestão de frotas, economia de combustível, redução de gastos e boas práticas na estrada, vamos apontar este item. 

Equipe capacitada ajuda com os processos, pois sabe que seu desempenho — e até mesmo a garantia de seu emprego — está em ser parte do time e ajudar a empresa no que for preciso. 

Cursos sobre direção defensiva e mecânica, dentre outros, farão com que os motoristas andem melhor, otimizem o tempo e as entregas e ajudem a identificar possíveis falhas mecânicas no veículo. 

  1. Ter metas bem definidas e realistas

Se um dos objetivos do planejamento da empresa é reduzir custos de logística, deve ser elaborado um plano de ações. Nele deve constar tudo que será feito, além do próprio objetivo e meta. 

Ao planejar ou elaborar o plano é preciso ter pés bem fincados no chão e traçar metas que possam ser atingidas. Não adianta querer, por exemplo, reduzir o número de veículos e esperar que a qualidade que se tem seja mantida. 

Assim como não é realista estipular cortes absurdos ou esperar reduzir metade dos custos. 

  1. Monitorar os principais indicadores de desempenho logístico

Os indicadores de desempenho (KPIs) são essenciais para que se consiga avaliar o desempenho do negócio e acompanhar as ações criadas para ajudar a reduzir os custos. 

Acompanhar constantemente as métricas vai ajudar a identificar os gargalos e a fazer intervenções necessárias para garantir os bons resultados. 

A escolha das KPIs dependem dos principais objetivos da empresa. Dentre as principais, citamos:

  • tempo do ciclo do pedido;
  • índice de ocorrências;
  • controle da emissão de notas sem erros;
  • cálculo da conta frete;
  • tempo de atraso das entregas;
  • consumo de combustível;
  • uso da roteirização;
  • nível médio de estoque; dentre outros. 

Esperamos que tenha gostado de nosso post de hoje.

Para concluir, queremos te falar sobre o software mais completo para gestão de frotas e pagamentos: o Rede Frota. Ele engloba várias soluções que facilitam o trabalho do gestor de frotas e o ajuda a trazer mais resultado para a empresa. Clique aqui para conhecer!

Sugestões e dúvidas? Deixe nos comentários!

Nos vemos no próximo post!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão destacados com *