Você sabe o que é benchmarking?

Benchmarking é uma avaliação e análise da concorrência, a fim de entender o que está dando certo, qual o diferencial e porque o concorrente se destaca no mercado, dentre outras coisas. 

Parece “espiar e copiar” o que o concorrente faz? Não se trata disso. Pense que é bastante comum fazermos comparações entre produtos e serviços. Exemplos: avaliar por que a marca X vende mais que a Y, por que a empresa N é tão conhecida e a concorrente não se destaca etc. 

Isso é benchmarking. Fazemos isso em nosso dia a dia. Essas ações, levadas a níveis estratégicos nos negócios é o benchmarking. 

Mas como fazer benchmarking na logística? Isso é possível? Leia nosso artigo e descubra!

Como fazer benchmarking na logística?

O benchmarking é um grande aliado dos negócios. Ao olhar para as ações de outra empresa se pode perceber que há oportunidades que não estão sendo aproveitadas. Pode nem ser a ideia do concorrente, mas um insight importante no momento em que decide avaliar a concorrência. 

Como começar um benchmarking?

O primeiro passo é analisar a empresa internamente. Mapear todas as etapas e tentar descobrir onde estão os problemas. 

Uma ótima forma de fazer uma análise interna é usando a matriz SWOT. essa análise também dará insights poderosos sobre ameaças e oportunidades externas. 

Feito isso, as etapas seguintes são:

  1. Escolher dois ou três concorrentes para aplicar o benchmarking;
  2. Iniciar a etapa de levantar informações sobre esses concorrentes. Nesta etapa são observadas e analisadas as informações coletadas e retiradas as ideias que podem ser colocadas em prática em seu negócio. Exemplo: a concorrência ampliou sua frota em três caminhões e com isso otimizou as entregas em pontos próximos. Dessa forma, deixou outra frota só para as entregas em locais mais distantes. Com isso ganhou tempo, uma vez que os veículos que vão para mais longe não precisam ficar parando nas cidades próximas.
  3. Criar um plano de ação: a ideia do concorrente foi boa e sua empresa pretende adotá-la, mas de forma local. Veja bem, o benchmarking já está dando resultados: a empresa não copiou o concorrente, mas adotou a ideia de outra forma. Agora é preciso definir as metas e criar o plano, com tudo o que precisa de recursos financeiros, materiais e humanos e com as responsabilidades de cada um. 
  4. Colocado em prática o  plano, o passo seguinte é acompanhar seu desenvolvimento e monitorar os resultados. 

Benefícios do benchmarketing

Os benefícios do benchmarking serão vistos no aperfeiçoamento contínuo de seus produtos, na satisfação do cliente e na redução de custos e desperdícios. 

Tem alguma ideia para compartilhar conosco? O que achou de nosso artigo? Conte nos comentários!

E lembre-se: temos o software mais completo para gestão de frotas e pagamentos: o Rede Frota. Ele engloba várias soluções que facilitam o trabalho do gestor de frotas e o ajuda a trazer mais resultado para a empresa. Clique aqui para conhecer!

Nos vemos no próximo post!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão destacados com *

Olá!