as três multas mais comuns para caminhoneiros

Mesmo que seja sua profissão dirigir pelas estradas do país, o caminhoneiro não está livre de cometer infrações e receber multas. 

Por mais que conheça a legislação de trânsito, a falta de atenção, os maus hábitos e vícios na direção levam à direção perigosa e, consequentemente, a infrações.

Além disso, há os casos em que a fiscalização aponta a falta de algum documento necessário ao transporte de cargas. 

Seja qual for o motivo da multa, o resultado é ruim para todos, pois coloca em risco a vida dos demais condutores. Além disso, causa prejuízos financeiros para o empregador ou a si mesmo.

Isso tudo nos leva a questionar: quais são as multas mais comuns e mais frequentes aplicadas a caminhoneiros? Vamos ver!

3 multas mais aplicadas a caminhoneiros: descubra quais são

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) tem uma legislação bem rígida. No entanto, as regras e leis de trânsito existem exatamente para garantir a segurança nas ruas, avenidas, rodovias e estradas do país.

Dito isso, vamos conhecer três entre as multas mais comuns aplicadas a caminhoneiros.

1. Excesso de velocidade

Essa nem foi muito difícil, não é mesmo? Por “excesso” não significa necessariamente que o motorista esteja em uma cena de Velozes e Furiosos. Muitas vezes pode ser sim, a pressa para chegar logo ao destino. No entanto, em outros casos é mesmo ter apenas ultrapassado em mais de 20% o limite estabelecido.

Como evitar? Ficar sempre atento às sinalizações, saber até onde pode forçar o pé no acelerador e estar sempre de olho no velocímetro. Acima de tudo, não ser teimoso! As leis e regras existem para que todos trafeguem com segurança. 

2. Excesso de peso

Calma, não é o seu excesso de peso — isso ainda não é passível de multa. Brincadeiras à parte — e fugindo um pouco do assunto — você sabe que é essencial cuidar da saúde, não? O excesso de peso foi uma brincadeira, mas não é só isso, a vida na estrada pode levar a uma alimentação desregrada, por isso, fique de olho na saúde — alimente-se bem e faça exames regulares. 

Voltando ao assunto: há maior inimigo dos caminhoneiros do que as balanças? Sim, há! Quem carrega carga acima do limite estipulado por lei. Tenha em mente que ultrapassar o limite de carga determinado para cada tipo de transporte e veículo é também um perigo que coloca em risco o motorista, o caminhão e demais condutores.

O excesso de carga aumenta as chances de acidentes, pois potencializa o desgaste do veículo. Problemas como falhas no sistema de freios ou quebra de suspensão são alguns causados pelo transporte de mais peso do que o suportado pelo veículo. 

3. Falta dos equipamentos obrigatórios no caminhão

Uma coisa que todo caminhoneiro deve dar atenção redobrada sempre: seguir o que a legislação orienta sobre equipamentos obrigatórios. É bastante comum os motoristas saírem sem conferir o que é exigido, como os itens de sinalização, mecânica, proteção e segurança.

A dica para evitar a multa é sempre conferir quais os equipamentos necessários, se possui todos e se estão em boas condições. 

Caso não saiba quais são exatamente as exigências, pode verificar na legislação do Contran.

Atenção especial ao tacógrafo irregular ou sem disco, uma das causas mais comuns desse tipo de infração.

É preciso cuidado e atenção nas estradas e ficar livre de multas!

Sabe quem também se preocupa com os percalços que os caminhoneiros podem encontrar nas estradas? A Rede Frota. 

Por isso, ajuda você a ter uma segurança financeira, como um  cartão de crédito para abastecimento e que pode tirá-lo de apuros nas estradas.

Seja caminhoneiro ou transportadora, temos a opção certa para você. Confira!

Comente e compartilhe nosso post de hoje! Nos vemos no próximo!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão destacados com *

Olá!